Desburocratização do Passe Livre Intermunicipal

A União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Sul (UEE RS), representada pelo presidente Fábio Kucera e pelo primeiro secretário, Cleber Gugel, esteve reunida com o presidente da Famurs, Salmo Dias de Oliveira e com a Fundação Estadual de Planejamento Metropolitano e Regional (Metroplan), nessa terça-feira (18/07).

Em pauta, discutiu-se alterações no programa do passe livre estudantil intermunicipal. No programa, os estudantes dos ensinos Médio e Superior com direito a receber um subsídio para custear as passagens devem se cadastrar na prefeitura. O município recebe o dinheiro do Estado, repassa aos beneficiados e tem a obrigação de prestar contas sobre como o recurso foi aplicado.

A proposta da UEE é que o dinheiro seja repassado diretamente aos estudantes atendidos pelo programa. Medida que reduziria a burocracia para as prefeituras. Um esboço do projeto que altera a legislação já foi apresentado ao governo do Estado. Salmo demonstrou entusiasmo com a iniciativa “Eu sou favorável. Acho importante”, destacou o presidente da Famurs.

Passe Livre Estudantil

Criado em 2013, o programa Passe Livre auxilia os estudantes dos ensinos Médio e Superior que residem em uma cidade e estudam em outra. Nos 72 municípios dos quatro aglomerados urbanos (Região Metropolitana, Litoral, Serra e Região Sul), os alunos recebem o valor integral para o deslocamento. Nas demais localidades, os estudantes têm direito a um subsídio, que varia entre 30% e 50% do valor da passagem. As principais dificuldades são enfrentadas nesta modalidade. Para participar do programa, a pessoa deve ter renda familiar per capita de até um 1,5 salário mínimo regional.

Confira no link: http://www.famurs.com.br/comunicacao/noticias/famursapoiamudancasnoprogramapasselivreestudantil

Updated: 27 de julho de 2017 — 15:25
© 2017 UEE-RS - Desenvolvido por Progres Tecnologia. Todos direitos reservados.