mai 16

Manifesto pelo Passe Livre Intermunicipal já

Manifesto pelo Passe Livre Intermunicipal já

O Passe Livre foi o maior avanço obtido pelas Jornadas de Junho, quando o Brasil foi às ruas contra a corrupção, os péssimos serviços públicos, a politicagem, os gastos excessivos na Copa do Mundo e os tributos excessivos que sufocam a economia, sem retorno ao cidadão. Muitas opiniões juntas por um Brasil melhor, com uma palavra em comum: BASTA.

Reagindo à movimentação, o Governador Tarso colocou-se na vanguarda, ao propor a criação do Passe Livre para os estudantes carentes do Rio Grande do Sul. Em setembro de 2013, o governador Tarso Genro sancionou a Lei 14.307/2013, a qual criou o passe livre estudantil intermunicipal para estudantes gaúchos com renda familiar per capita inferior a 1,5 salários mínimos.

Não obstante, o governador VETOU o VERDADEIRO PASSE LIVRE. Hoje, na realidade, o Passe Livre é um subsídio. A INTEGRALIDADE foi derrubada pelo veto do Tarso, e hoje os alunos do interior não têm direito ao PASSE LIVRE, tendo somente um auxílio na passagem, que sequer chega a 20% do valor da passagem.

E infelizmente, até hoje o programa está parado, passados oito meses, mais de 20 mil estudantes já cadastrados estão ainda na espera pelo seu benefício. Com mais de 90% dos cadastrados sem conseguir usufruir do Passe Livre. Dentro dessa nova realidade, muitos alunos deixaram de receber auxílio-transporte, ficando desassistidos – exatamente alunos de baixa renda, a quem cada real faz a diferença. Ainda por cima, o governo Tarso solicitou que as prefeituras do interior do estado que devolvessem a única parcela do repasse mensal que pagaria as passagens do estudante do interior e não enviou mais nenhum um centavo para o, impedindo a implementação da lei.

Os problemas não ocorrem somente no interior. Nas regiões metropolitanas, a Metroplan não consegue fazer cumprir a Lei. No Aglomerado Sul, na região de Pelotas, aguarda-se o Passe Livre desde fevereiro. Houve o corte de verba de Assistência Estudantil, e os alunos beneficiados pelo PASSE LIVRE deixaram de receber auxílio transporte. Hoje, sem passe livre e sem benefício, estão pagando do próprio bolso toda a passagem.

As conquistas da juventude não podem ser destruídas por uma jogada política! Parece que o GOVERNO TARSO quis calar as ruas, prometendo um benefício que nunca iria cumprir. Não podemos aceitar que a vida de milhares de estudantes sejam afetadas por “manobras” do governo, interessado apenas no ganho político da atenção da mídia. Queremos a completa implementação do #PasseLivreJá! Não podemos permitir esse descaso com os Estudantes!

Confirme a presença no Ato pelo Facebook:
https://www.facebook.com/events/1474722106095670/

Banner_Evento2



mar 21

Diretoria da UEE-RS entrega contribuições sobre transporte público ao presidente da EPTC

O presidente da União Estadual dos Estudantes (UEE-RS), Fábio Kucera, entregou documento formal com as contribuições da entidade sobre o transporte público de Porto Alegre ao diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, na segunda-feira (18/03). O secretário adjunto da Coordenação Política e Governança Local, Carlos Siegle de Souza também participou do encontro.

Acompanhado de diretores da entidade e de entidades estudantis secundaristas, Kucera passou às mãos das autoridades as sugestões da UEE-RS, reunidas durante o Seminário sobre o Transporte Público de Porto Alegre, realizado na Câmara de Vereadores no dia 22 de fevereiro. “Estamos trazendo as sugestões da classe estudantil, que foram debatidas e aprovadas no seminário que promovemos para debater o tema”, explicou o presidente.
 
Propostas encaminhadas pela UEE-RS:
 
-Ampliar linhas universitárias e itinerários noturnos;
-Requerer assento da UEE-RS no Conselho Municipal de Transportes;
-Sugerir que exista um lugar, dentro ou fora dos ônibus, para bicicletas;
– Utilização do cartão TRI no pagamento da locação de bicicletas do sistema Bike Poa;eptc_uee_proposta



mar 13

Prefeito de Pelotas estuda proposta de implementação do POP no município

Os diretores da União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Sul (UEE-RS) Renan Martinez, Geizebel Doro e Daniel Oliveira apresentaram o Pré-Vestibular e Enem Popular (POP) de Porto Alegre ao prefeito de Pelotas, Eduardo Leite, em audiência realizada na segunda-feira (10), na Prefeitura Municipal. O prefeito estuda a proposta de implementar o curso no município. Outro assunto tratado no encontro foi a instalação de uma sede regional para a UEE-RS na cidade. O Executivo cedeu um espaço físico para que a entidade possa atender demandas do passe livre intermunicipal, de convênios de descontos e de assistência estudantil. De acordo com Renan Martinez, os projetos realizados a partir da parceria entre a UEE-RS e o poder público municipal trazem benefícios fundamentais para os estudantes. “A juventude da nossa região precisa desse investi1980628_472514082877551_445668985_nmento”, destaca.



fev 25

Lideranças estudantis encaminham contribuições para audiência pública do transporte público

A União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Sul (UEE-RS) debateu a posição dos estudantes sobre a licitação do transporte público da Capital, durante seminário realizado no último sábado (22), na Câmara Municipal de Porto Alegre. O evento contou com a participação do secretário municipal adjunto da Governança, Carlos Siegle de Souza (o Nenê), que falou sobre o edital de licitação das linhas de ônibus que está sendo elaborado pela Prefeitura de Porto Alegre.

De acordo com Nenê, o Orçamento Participativo está realizando rodadas de debate para ouvir a população e a prefeitura está trabalhando na montagem do edital, buscando contemplar, da melhor maneira possível, a relação qualidade x preço. O secretário apresentou slides, respondeu às dúvidas dos presentes e cumprimentou a UEE-RS pela realização do seminário. “Vocês representam a entidade estudantil mais importante do estado, fazem parte da articulação política de todos os governos e a responsabilidade de fazer esse debate e alinhar a posição neste momento é fundamental. O rumo que será dado para a questão do transporte em Porto Alegre baliza o que acontece em todo o país”, ressaltou.

O presidente da UEE-RS, Fábio Kucera, agradeceu a presença de Nenê e de todos que participaram do evento. “É muito gratificante quando conseguimos reunir contribuições com a qualidade que presenciamos aqui. Algumas vezes participamos de momentos históricos e nem percebemos. Acredito que estamos fazendo parte da história e o nosso empenho de hoje, com certeza, vai refletir no futuro”, observou.

Após o debate, ficou definida a criação de dois grupos de trabalho (GTs) da UEE-RS: Mobilização e Comunicação e o grupo aprovou os seguintes propostas, que serão levadas para a audiência pública que discutirá o tema no próximo dia 27:

– Tornar de conhecimento público a planilha de custos do transporte público;

-Ampliar linhas universitárias;

-Ampliar itinerários noturnos;

– Requerer assento da UEE-RS no Conselho Municipal de Transportes;

– Sugerir que exista um lugar, dentro ou fora dos ônibus, para bicicletas;

– Debater formas para que o passe livre beneficie a população de baixa renda;

unnamed